Jornada RPA e Hiperautomação


  • Modelo: 025607
  • Disponibilidade: Em estoque

  • R$ 80,00R$ 64,00
  • Desconto de 20%


Ana Cláudia Rodrigues


Graduada em Matemática, também possui formação em Transformação Digital e Liderança da Inovação pelo MIT, cursou o XBA – Programa Internacional Executivo de Gestão Exponencial da Startse University, além de MBA em Gestão de Negócios com ênfase no setor elétrico. Já trabalhou em grandes empresas nacionais e multinacionais e atualmente é Head de Transformação Digital em Furnas. Apoia negócios inovadores como mentora pela ABMEN (Associação Brasileira de Mentores de Negócio) e no InovAtiva Brasil. Apaixonada por pessoas e por contribuir para o crescimento de todos ao seu redor.


Antonio Muniz

Palestrante, podcaster, professor, Head de Agilidade, DevOps, Produto e SRE. Como fundador e líder da Jornada Colaborativa, mobilizou milhares de coautores e novas lideranças para escrever dezenas de livros sobre tecnologia, desenvolvimento de software, agilidade, inovação e liderança. Já inspirou mais de 30 mil pessoas em cursos de MBA, bootcamps, videoaulas, workshops, consultorias e palestras em empresas líderes de mercado, como SulAmérica, Petrobras, Vivo, Itaú, Oi, Furnas, Eletrobras, DHL, Banco do Brasil, Ernst & Young, Finep, SEBRAE, UOL, PagSeguro, Makro, Totvs, Jucesp, Ambev Tech e Dafiti. Sua formação tem uma base multidisciplinar em negócios, tecnologia e liderança, com mestrado em Administração no IBMEC, MBA em Telecomunicações na FGV, graduação em Tecnologia na Unigranrio e certificações em agilidade, Lean, tecnologia, projetos, processos e serviços.

Contato: munizprofessor@gmail.com


Gilberto Strafacci


Lidera empresas na transformação digital por meio de automação inteligente e gerenciamento ágil de projetos. Country Manager da Practia Global no Brasil. Sócio Sênior e Diretor de Operações e Desenvolvimento de Negócios da Setec Consulting Group e Cofundador da startup. Cientista de dados, especialista em inovação e gestão, engenheiro pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Certified Master Black Belt, Certified Scrum Master, Certified Agile Coach, Certified Kanban Professional, Certified Agile Trainer, Certified RPA COE Manager, RPA Developer e RPA Business Analyst, Certified Manager 3.0, Certified LEGO Serious Play Facilitator.


Leonardo Martins


Sócio Sênior da Bridge & Co., formado em Engenharia de Computação e Informação pela UFRJ, com MBA em Gerenciamento de Projetos pelo IBMEC. Com mais de 10 anos de experiência em projetos de automação e digitalização de processos de negócios na Bridge, é responsável pela estruturação de serviços de robotização em parceria com os principais provedores de tecnologia do mercado de RPA (IBM, Automation Anywhere, UI Path e Blueprism). Além do foco atual em automação e robotização de processos, também é especialista em governança e gestão de TI, acumulando diversas certificações relacionadas às práticas presentes em CobiT, ITIL e Scrum. Atualmente, também é responsável pelas operações das unidades de negócios da Bridge & Co.


Livro Jornada RPA e Hiperautomação: como acelerar a transformação digital somando tecnologia e processos inteligentes

 

Construído de forma colaborativa pelos maiores especialistas brasileiros no tema, esta é a primeira publicação nacional que trata o tema automação inteligente de processos de forma holística e estratégica, essencial para líderes e especialistas em tecnologia, processos e transformação digital de todos os mercados. Nele passaremos pela história da automação robótica de processos, a chegada da robotização como meio para automação de processos de escritório, as diferentes tecnologias que podem compor o conceito de hiperautomação, boas práticas para construção de um ciclo de vida de robotização de sucesso, modelos e formas de organização do Centro de Excelência, métricas e indicadores, e cases de grandes empresas que adotaram essas tecnologias como diferenciais em seus negócios. É um conteúdo rico e único, com qualidade exemplar.

 

Mergulhe no mundo da automação e saiba tudo para iniciar a jornada de automação inteligente com sua equipe, nos seus processos e na sua organização!

 

“A Jornada Colaborativa une grandes referências apaixonadas por compartilhar experiências sobre agilidade, tecnologia e inovação. Já doamos R$ 448.590,20 para instituições carentes com royalties dos 19 livros e eventos com empresas apoiadoras”

Comprimento 24
Edição 1
ISBN

9786588431665

Lançamento 09/08/2022
Largura 17
Lombada 1
Páginas 248
Ano 2022

PARTE I. INTRODUÇÃO

1. A evolução histórica da automação (Victor Camacho)

A automação não é algo novo

Importância das revoluções industriais para o cenário de automação

            Primeira revolução industrial – 1760 a 1840

            Segunda revolução industrial – 1850 a 1950

            Terceira revolução

            Quarta revolução

História da automação de processos e RPA

            As três ondas de evolução da automação de processos

2. A era dos dados (Luiz Eduardo Labriola)

Avanço da tecnologia

O valor dos dados para as organizações

3. Automação de processos e o início da automação robótica (Victor Camacho/Kelly Portela)

RPA: uma nova solução antiga

Os principais predecessores da tecnologia RPA

            Screen scraping

            Workflow automation e ferramentas de gestão de processos

            Inteligência artificial (IA)

A história da tecnologia RPA: do passado ao presente

Transformando o presente em futuro

O futuro já é agora!

            Adoção mais ampla da RPA

            Expansão para mais setores da indústria

            Desenvolvimento das capacidades externas da RPA

            A ascensão da RPA nos processos

            Maior integração com outras ferramentas

            Maiores capacidades de IA

            Hiperautomação

4. Digitização, digitalização e transformação digital (Rafael M. Bastos)

Digitização

            Por que esta etapa é importante

            Quando executar o processo de digitização

            Como digitizar um processo

            Exemplos de ações simples que podem gerar impacto positivo na sua jornada

Digitalização

            Por que esta etapa é importante

            Quando executar o processo de digitalização

Transformação digital

5. O que é RPA? (Rafael Ferreira Bittencourt/Kelly Sganderla/Marcelo Henrique Machado)

Parece... mas não é

            RPA não é o mesmo que teste automatizado

            RPA não é o mesmo que macro ou linguagem de script

            RPA não é o mesmo que ERP

            RPA não é o mesmo que BPMS

            RPA não é o mesmo que BI

            RPA não é o mesmo que IA

Tipos de RPA

            Robôs assistidos

            Robôs não assistidos

6. RPA e transformação digital (Marcelo de Carvalho/Ana Cláudia Rodrigues/Fernando Hannaka)

PARTE II. RPA, RPA 2.0 E HIPERAUTOMAÇÃO

7. Da automação para a hiperautomação: onde estamos e para onde vamos (Kelly Sganderla/Lucia Rakauskas)

Process mining

Digital Twin of na Organization (DTO)

Digital Operations (Digital Ops)

RPA 2.0 ou Intelligent Process Automation (IPA)

8. RPA de primeira geração (Evandro Correia/Jefferson Heloy/Ramon Cordeiro)

Apresentação

Definição de RPA 1.0 e RDA e principais características

Quando utilizar RPA de primeira geração

Principais equívocos na adoção de RPA 1.0

9. Como é pensada a RPA 2.0 (Fernando Baldin)

Mas e a inteligência artificial?

Conclusão

10. Benefícios de projetos de robotização (Mikael Schirru)

Usando recursos com inteligência

Possíveis benefícios

Tipos de benefícios

11. Afinal, o que é hiperautomação? (Gilberto Strafacci/Rafael Tonassi)

Mas todas as organizações estão prontas para a hyperautomation?

12. O mercado da hiperautomação (Wemerson Medeiros)

PARTE III. ROADMAP PARA AUTOMAÇÃO INTELIGENTE

13. Por onde começar? (Leonardo Martins)

Modelo de trabalho de projetos e robotização

Modelo de maturidade do Centro de Excelência em automação

14. Estabelecimento da visão de automação (Fernando Baldin)

Estratégia

RPA é para todos?

15. Identificação de processos candidatos à robotização (Fernando Baldin)

Primeiro a estratégia, depois a ação

16. Pontos de atenção e cuidados na definição de processos para robotização (Fernando Baldin)

1. Nem tudo é automatizável

2. Comece pequeno e foque no aprendizado

3. Fale com quem executa o processo

4. Priorize as automações de forma transparente

5. Comunique à empresa sobre iniciativas de robotização

6. Prototipagem

7. Abordagens ágeis e evolutivas

17. Medindo oportunidades e estruturando um business case (Kelly Sganderla/Lucia Rakauskas)

Avaliando retorno para RPA e hiperautomação

Métricas para comparar alternativas de RPA

            Volume de horas humanas devolvidas ao negócio

            Redução de custos com FTEs

            Payback

            Performance do processo

            Redução de riscos

            Satisfação do cliente e empregado

            Volume de trabalho: quantidade de vezes por mês/ano que o trabalho é executado

Como medir e calcular as métricas apresentadas?

            Esforço manual: horas despendidas por mês/ano com a execução manual

            Custo do trabalho manual: custo dos recursos gastos por mês

            Custo da operação manual: outros custos envolvidos na execução manual

            Full-Time Equivalent: a equivalência do trabalho humano integral

            Pontuação de ganhos estratégicos: transforme ganhos qualitativos em quantitativos

Como priorizar processos candidatos à robotização

Como estruturar um business case

            1. Levante os custos

            2. Determine as projeções de ganho com base nos custos de propriedade

            3. Determine a viabilidade técnica e o esforço de implantação de cada robotização

            4. Calcule o retorno sobre o investimento (ROI) e o payback

            5. Prepare uma apresentação matadora para o business case

Escolhendo a melhor plataforma de hiperautomação

18. Preparação do processo para automação (Mikael Schirru/Pedro Akiama/Gilberto Strafacci)

Organizando os recursos

Documentação dos processos

            PDD – Documento de Definição do Processo

            SDD – Documento de Design de Solução

Preparação dos ambientes

19. Boas práticas de desenvolvimento de automações (Vinícius Siqueira/Mikael Schirru/Jefferson Heloy)

Filas de trabalho

Adapte-se

20. Implantando robôs (Leonardo Martins/Ana Cláudia Rodrigues)

Homologação

Implantação

Medição

Gestão da mudança

21. Operação e melhoria contínua (Priscilla Vieira)

Melhoria contínua do seu bot

Como funciona na prática

            Bot controller ou control room

            Acompanhamento por dashboards

Como melhorar os bots de RPA com a hiperautomação

PARTE IV. GOVERNANÇA E GESTÃO: O CENTRO DE EXCELÊNCIA

22. O Centro de Excelência (CoE) (Felipe Jaber Castro)

23. Processos de governança de automações (Raphael Palmeira da Silva)

24. Tipos de CoE (Raphael Palmeira da Silva)

25. Segurança dos robôs (Renato Pinheiro de Souza)

Pilares da segurança da informação

O equilíbrio da segurança

Segurança em RPA

As camadas de segurança

            Camada do robô

            Camada da vizinhança

26. Realização de benefícios (Felipe Parreira)

27. A evolução do Centro de Excelência (Gilberto Strafacci)

Primeiros passos do CoE

CoE Operacional

Hackathon de início de jornada

CoE Tático

CoE Estratégico

28. Descentralizando o RPA (Gilberto Strafacci)

PARTE V. TECNOLOGIAS DA HIPERAUTOMAÇÃO

29. Braços: RPA como backbone (Gilberto Strafacci)

30. Olhos: OCR, Intelligent Document Processing, process e task mining (Gilberto Strafacci)

Intelligent Document Processing

            Documentos estruturados

            Documentos semiestruturados

            Documentos não estruturados

Process mining e

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.