Gerenciamento Integrado de Projetos na Construção: Design, Projeto e Produção



  • R$ 159,00R$ 127,20
  • Desconto de 20%


Giulliano Polito

Giulliano Polito é mestre e doutor em engenharia pela UFMG, possui o MBA Executivo pela FDC, Pós-MBA em gerenciamento avançado de projetos pela FGV, participou do Advanced Management Program pela University of Navarra e do Master BIM Management pelo Zigurat Global Institute of Technology, em parceria com a Universitat de Barcelona. Atua há mais de 20 anos na direção de grandes projetos e portfólios de engenharia e construção nos segmentos comercial, residencial, hospitality, retrofit e industrial. É autor do livro “Gerenciamento de Obras – Boas práticas para melhoria da qualidade e da produtividade”.

Informações para contato:

www.polito.eng.br

polito@polito.eng.br

https://linkedin.com/in/giulliano-polito

 


Gerenciamento Integrado de Projetos na Construção: Design, Projeto e Produção. Uma abordagem lean.


Préfacio de Ricardo Vargas


A alta complexidade das edificações modernas e o ambiente adverso em que os projetos de construção se desenvolvem têm se apresentado como um grande desafio para o setor. Nesse contexto, as abordagens tradicionais de gestão têm se mostrado insuficientes e incapazes de garantir o atingimento dos objetivos propostos. Isso acontece principalmente porque se fundamentam completamente em um modelo preditivo e desintegrado. Esta publicação pretende apresentar uma visão abrangente do ciclo de vida de uma edificação (concepção, design, construção e operação), propondo uma estrutura lógica e organizada de gestão, capaz de lidar com esse cenário e aumentar suas probabilidades de sucesso. O livro é fortemente fundamentado em metodologias, ferramentas e boas práticas já experimentadas e reconhecidas pelo mercado acadêmico e profissional. Ou seja, este livro é fruto da aplicação prática, adaptação e combinação de metodologias já consagradas, em condições reais do dia
a dia de um empreendimento de construção. Não houve, no entanto, a preocupação em se manter a pureza ou o rigor acadêmico em cada metodologia.


O que torna os projetos de construção tão desafiadores? Alguns dos principais motivos são a sua complexidade devido ao grande número e diversidade de elementos envolvidos (requisitos, premissas, partes interessadas, entre outros), às interações dinâmicas e interdependência entre eles e às condições externas alheias ao controle de seus gestores. Para vencer esse desafio, o livro propõe que a gestão dos projetos de construção ocorra de forma integrada, colaborativa e simultânea, em três perspectivas: Gerenciamento do Design, Gerenciamento do Projeto e Gerenciamento da Produção. As soluções devem ser concebidas de forma compartilhada entre as diversas áreas envolvidas, com cada decisão sendo tomada para otimizar o resultado total, buscando de forma colaborativa aproveitar os talentos e a percepção de todos, compartilhando informações, recursos e riscos.


O livro propõe a aplicação de conceitos lean, associados a uma abordagem híbrida de gerenciamento de projetos, combinando diversos elementos preditivos, iterativos, incrementais e ágeis, buscando o equilíbrio adequado de formalidade, flexibilidade e agilidade para cada tipo de projeto ou fase. A abordagem preditiva é confiável e robusta em projetos e fases com razoável conhecimento do escopo e com baixo nível e adequado controle das mudanças. Em projetos com requisitos ainda em evolução, onde o escopo não é claramente compreendido, as abordagens incrementais estabelecem processos para descoberta e refinamento contínuo. Na medida em que o nível de incerteza do projeto aumenta, maior deve ser sua capacidade de lidar com as mudanças e, portanto, mais adequadas se apresentam as abordagens ágeis, uma vez que exploram os requisitos de forma iterativa e promovem entregas incrementais
e frequentes.

 

Comprimento 28
Edição 1
Idioma Português
ISBN 9786588431535
Lançamento 18/03/2022
Largura 21
Lombada 2
Páginas 416
Volume 1176
Ano 2022

SUMÁRIO GERENCIAMENTO INTEGRADO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO

Introdução

1. Os desafios da gestão na construção

2. A gestão integrada, colaborativa e simultânea

3. Gerenciamento do projeto

3.1. Gerenciamento do escopo do projeto

3.1.1. Coletar requisitos

3.1.2. Definir escopo

3.1.3. Criar EAP (Estrutura Analítica do Projeto)

3.1.4. Validar o escopo

3.1.5. Controlar o escopo

3.2. Gerenciamento do cronograma

3.2.1. Definir as atividades

3.2.2. Estimativa de recursos e duração

3.2.3. Sequenciar atividades

3.2.4. Desenvolver cronograma

3.2.5. Controlar o cronograma

3.3. Gerenciamento do custo do projeto

3.3.1. Estimar os custos

3.3.2. Determinar o orçamento

3.3.3. Controlar os custos

3.3.4. Gerenciamento do valor agregado – GVA

3.4. Gerenciamento da qualidade do projeto

3.4.1. Planejar o gerenciamento da qualidade

3.4.2. Gerenciar a qualidade

3.4.3. Controlar a qualidade

3.5. Gerenciamento dos recursos do projeto

3.5.1. Planejar o gerenciamento dos recursos

3.5.2. Plano de gerenciamento da equipe

3.5.3. Plano de gerenciamento dos recursos físico

3.5.4. Estimar os recursos das atividades

3.5.5. Adquirir os recursos

3.5.6. Mobilizar a equipe

3.5.7. Desenvolver a equipe

3.5.8. Gerenciar a equipe

3.5.9. Controlar os recursos

3.6. Gerenciamento das comunicações do projeto

3.6.1. Planejar o gerenciamento da comunicação

3.6.2. Gerenciar as comunicações

3.6.3. Monitorar as comunicações

3.7. Gerenciamento dos riscos do projeto

3.7.1. Planejar o gerenciamento dos riscos

3.7.2. Identificar riscos

3.7.3. Realizar análise qualitativa dos riscos

3.7.4. Realizar análise quantitativa dos riscos

3.7.5. Planejar respostas aos riscos

3.7.6. Implementar respostas aos riscos

3.7.7. Monitorar os riscos

3.8. Gerenciamento das aquisições do projeto

3.8.1. Planejar o gerenciamento das aquisições

3.8.1.1. Fazer ou comprar

3.8.1.2. Centralizar ou descentralizar

3.8.1.3. Tipos de relacionamento

3.8.1.4. Tipos de contrato

3.8.1.5. Avaliação do mercado

3.8.1.6. Riscos nas aquisições

3.8.1.7. Escolha dos fornecedores

3.8.1.8. Cronograma de aquisições

3.8.2. Conduzir as aquisições

3.8.2.1. Aquisição de materiais

3.8.2.2. Contratação de serviços

3.8.3. Controlar as aquisições

3.9. Gerenciamento das partes interessadas do projeto

3.9.1. Identificar as partes interessadas

3.9.2. Planejar o engajamento das partes interessadas

3.9.3. Gerenciar o engajamento das partes interessadas

3.9.4. Monitorar o engajamento das partes interessadas

3.10. Gerenciamento da saúde e segurança do projeto

3.10.1 Planejar a saúde e segurança

3.10.2. Realizar a gestão da saúde e segurança

3.10.3. Monitorar e controlar a saúde e segurança

3.11. Gerenciamento do meio ambiente do projeto

3.11.1 Edificações sustentáveis

3.11.1.1. Gestão da água

3.11.1.2. Gestão do uso de energia

3.11.1.3. Consumo de recursos e geração de resíduos

3.11.2. Planejar o gerenciamento do meio ambiente

3.11.3. Realizar o gerenciamento do meio ambiente

3.11.4. Monitorar o gerenciamento do meio ambiente

3.12. Gerenciamento da integração do projeto

3.12.1. Desenvolver o termo de abertura do projeto

3.12.2. Desenvolver plano de gerenciamento do projeto

3.12.2.1. Objetivos e metas

3.12.2.2. Estrutura e governança

3.12.2.3. Estratégia

3.12.3. Orientar e gerenciar o trabalho do projeto

3.12.4. Gerenciar o conhecimento do projeto

3.12.5. Monitorar e controlar o trabalho do projeto

3.12.6. Gerenciar o controle integrado de mudanças

3.12.7. Encerrar o projeto

4. Gerenciamento do design

4.1. Lean Design

4.2. O design e a inovação

4.3. Target Value Delivery (TVD)

4.4. Set Based Design (SBD)

4.5. Choosing By Advantages (CBA)

4.6. Engenharia e Análise de Valor (EAV)

4.7. Life Cycle Cost (LCC)

4.8. Quality Function Deployment (QFD)

4.9. Pensamento A3

4.10. Prototipagem

4.11. Concurrent Engineering (CE)

4.12. Construtibilidade

4.13. Processo de design

4.13.1. Fases de design

4.13.2. Coordenação do design

4.13.3. Abordagens ágeis no design

4.14. Desempenho da edificação

4.14.1. Métricas

4.14.2. Desempenho em uso

4.15. Building Information Modeling (BIM)

4.15.1. Modelos BIM

4.15.2. Usos BIM

4.15.2.1. Modelos 3D

4.15.2.2. Estimativas de custo

4.15.2.3. Planejamento 4D

4.15.2.4. Uso BIM na construção

4.15.2.5. Modelo 5D

4.15.2.6. Análise de sustentabilidade

4.15.2.7. Gestão de ativos

4.15.3. Clash detection

4.15.4. Nível de informação necessária

4.15.5. Gestão da informação

4.15.6. Plano de execução BIM

4.15.7. CDE

4.15.8. Interoperabilidade

4.15.9. Processo de desenvolvimento BIM

4.16. IPD (Integrated Project Delivery)

4.16.1. Desenvolvimento

4.16.2. Coordenação

4.16.3. Equipe

4.16.3.1. Colocalização

4.16.4. Integração de informações

4.16.5. Contrato

4.17. Industrialização

4.17.1. Padronização

4.17.2. Pré-fabricação

4.18. Avaliação Pós-Ocupação (APO)

5. Gerenciamento da produção

5.1. Lean Construction

5.1.1. Takt

5.1.2. Desperdício

5.1.3. Fluxo puxado

5.1.4. Produtividade

5.1.5. Location Based Management System

5.2. Corrente crítica

5.3. Projeto do Sistema de Produção (PSP)

5.3.1. Estratégia de produção

5.3.2. Estruturação do trabalho

5.3.3. Logística

5.4. Programação e Controle da Produção (PCP)

5.4.1. Planejamento de longo prazo

5.4.2. Planejamento de médio prazo

5.4.3. Planejamento de curto prazo

5.4.4. Monitoramento e controle

6. Mensagem final

Bibliografia

 

 

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.